Nossa miséria cotidiana

CICLISTA ATROPELADO

Notícia colhida do Bikebbok.com, por sua vez reproduzindo nota enviada pelo grupo ITAPAGIPE É DO PEDAL:
“Vimos mais uma vez chamar a atenção das autoridades, para o fato dos motorista de veiculos automotores não respeitarem o direito do ciclista de trafegar nas vias da cidade, o que é assegurado por lei.
Desta vez a vítima foi o ciclista ALMEIDA, do grupo ciclistico Itapagipe é do pedal, que ao trafegar com sua byke pela av. Fernandes da cunha, em frente ao banco do brasil, foi colhido pelo taxi de placa JRY-7794, alvará 5396, no dia 11/01/2010 ás 09:00hs. Vinha Almeida com sua byke encostado ao meio fio, do lado direito da pista como manda o regulamento e, logo atrás um ônibus da empresa Praia Grande placa policial JKZ-0228, sendo que o taxista ultrapassou o ônibus pela pista da esquerda e entrou bruscamente para a direita, tentando entrar numa rua transversal alí existente, colhendo a bicicleta. Logo que viu que tinha atropelado a bicicleta, o mesmo desistiu de entrar na transversal e empreendeu fuga deixando o cilista no asfalto, tendo o onibus passado por cima da bicicleta, não passando por cima do ciclista por milagre, e pelos gritos dos passageiros o motorista do onibus conseguiu parar antes que esmagasse as pernas do ciclista, tendo dado socorro ao mesmo.
A byke avariou totalmente o coxin, quadro, as rodas, os freios, pedais, guidon, cambio, ou seja: perda total, e o ciclista Almeida ficou com escoriações por todas as partes do corpo, dando graças a Deus por não ter sofrido nenhuma fratura.
É preciso que as autoridades tomem providencias no sentido de educar os proprietarios e condutores de veículos, pois todos os dias estão acontecendo esses tipos de acidentes, vitimando nossos ciclistas muitas vezes fatalmente.
Os paises mais desenvolvidos do mundo utiliza a bicicleta como meio de transporte, porque aquí as autoridades não tomam conhecimento desses fatos e deixa de fazer vistas grossas? E nossas ciclovias? Precisamos nos levantar quanto a isso, e nos unir para que alguma coisa seja feita com urgencia.”

Anúncios

Uma resposta to “Nossa miséria cotidiana”

  1. ou do Portal AMDE, uma Cátedra da UNESCO, temos como objetivo abordar temas como: Educação na Diversidade e Cidadania, Educação Ambiental, Direitos Humanos, Escolas Sustentáveis, Gestão de Políticas Públicas com ênfase em Gênero e Raça, Orientação Sexual, Relações étnicas raciais, entre outros assuntos do meio.

    Estou enviando este e-mail a vocês por tratarem esse assunto em seu blog, onde já colocamos seu site em nossa área de link interessante. Aproveito também para comunicar que sempre que souberem de um evento desde meio, por favor nos avise, que vamos divulgar em nosso site.

    Qualquer dúvida entre em contato conosco por esse email.

    att
    Equipe AMDE
    Daniel Rocha Gualberto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: